terça-feira, 12 de julho de 2011

Memórias da Adolescência (2) - Loucuras com carros...

Já falei que os meninos dirigiam mesmo antes dos dezoito... 

Bom, vou contar mais...

O "barato" eram os carros que tinham som. Paravam onde nossa "turma" feminina aportava, e colocavam música. Música legal, tipo Santana, Creedence, Beatles... Nada muito alto. Som que dava pra conversar. 
Algumas vezes íamos com eles "dar umas voltas" de carro pelas ruas mais próximas. Íamos só por ir... Às vezes até a Praia dos Artistas no máximo. Tinha uma onda de "dar cavalo de pau". Nem tínhamos medo e entravamos nessa! Se fosse hoje, eu diria que eu tava louca! 

As meninas também começaram a "roubar" os carros dos pais, e nas tardes dos sábados entravamos na experiência de sair com alguma delas dirigindo pela primeira vez (ou primeiras vezes). Uma loucura! 

Eu mesma, "roubava" uma Brasília branca de meu pai, e enquanto ele "tirava a siesta" após o almoço dos sábados, eu ia com meu mano Carito dar umas voltas pelos arredores. Isso eu até já contei antes... 

A Brasília e meus irmãos mais novos...
Bem, uma vez levei também minha amiga Mara. Ela ficou "danada" quando percebeu que eu ia por cima dos canteiros ao fazer as curvas... E, o pior foi que uma vez resolvi ir mais longe. Me deparei com a feira do Alecrim, e quase não consigo dar a curva pra voltar... E, levando o coitado de Carito comigo nessas aventuras...

A maior loucura era um tal de "Barródromo" e que adorávamos ir. Ficava hoje onde é a Av. Eng. Roberto Freire, onde o pessoal "brinca" com aviões, tipo um aeródromo. Acho que é terreno militar. Pois lá ia um monte de adolescente com seus carros (aliás, carros de seus pais) a correr pela pista de barro, dando cavalo de pau, fazendo curva derrapando, na maior poeira e com mais um bando de amigos dentro do carro! 

Uma das nossas amigas, com o Opala de seu pai, enchia o carro com a gente e ia pro "Barródromo". Posso apostar que ela era das melhores. Podia perfeitamente competir com os meninos! Mas, que era um perigo era (isso aos nossos olhos de hoje)! E "haja" doidices de adolescentes!


http://opaleirosdoparana.ativoforum.com/t187-opala-ss-1971





4 comentários:

  1. Nesse barrôdromo, em capim macio, era também onde muita gente ia aprender a dirigir.
    Cabeto

    ResponderExcluir
  2. Maria Lígia ( Mara)17 de julho de 2011 15:59

    Você lembra de cada uma! kkkk, mas também lembro dessa de você subir em cima dos canteiros, cangueira de primeira. Meu Deus! Os meninos se achavam o maximo dando seus cavalos de pau. Uma vez agente foi no carro de um desses amigos, o nome dele era Herbet,acho que ele erá irmão de Thásia Chaves, uma colega da escola; ele, para se mostrar, saiu a toda e deu um cavalo de pau com agente dentro deste carro, meu coração saiu de dentro de mim, acho que é por isso que eu nem me lembro se o carro era uma kombi ou outro qualquer, o susto e o medo que tive me deu até um lapso de memória, só sei que sai sem cor deste carro. Fiquei uma fera com esse menino, não queria ver ele mas nem pintado a ouro na minha frente.

    ResponderExcluir
  3. O carro desse Menino era um fusca verde escuro. Mas alem desse tinham vários outros. Era perigoso mas a gente não Tava nem aí, na época! Fazer algo parecido hj, nem pensar! Ufa!

    ResponderExcluir